Blog CTM


Tragédia em Suzano:
É preciso falar sobre a saúde emocional dos jovens.

Por: Tatiana Lima. 20/03/2019

O ataque na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, chocou todo o Brasil e levantou diversas discussões. Entre elas, foi muito abordado sobre a influência dos jogos violentos no comportamento de crianças, adolescentes e jovens.

Existe um histórico por trás de cada indivíduo, porém, nada justifica a violência. Fica difícil entrar em um estado de julgamento sem conhecer o contexto vivenciado por esses jovens.

Existem fatores que devem ser considerados na hora de “julgar” ou justificar as ações de um indivíduo: Se eles puderam desfrutar de um lar empático e acolhedor, se tiveram pessoas passivas em seu convívio diário e se foram ensinados a controlar as emoções.

A falha nesses complementos emocionais, somados a uma personalidade violenta, podem gerar uma série de comportamentos destrutivos e doentios.

Jogos violentos e a influência da mídia, somados com falta de afeto, violências psicológicas e verbais, sentimento de rejeição, negligência parental, podem desencadear diversos transtornos psicológicos que acarretam em tragédias como a que vimos.

Existem fatores que devem ser considerados na hora de “julgar” ou justificar as ações de um indivíduo: Se eles puderam desfrutar de um lar empático e acolhedor, se tiveram pessoas passivas em seu convívio diário e se foram ensinados a controlar as emoções."

Comportamentos que servem de alerta

Alguns comportamentos servem de sinais aos pais em relação ao envolvimento do filho com um jogo ou o mundo virtual:

Quando a criança ou adolescente só fica trancada no quarto, troca o dia pela noite para jogar de madrugada, alimenta-se no quarto, não faz uma pausa e não quer sair daquele ambiente.

Além disso, o tratamento com os parentes de primeiro grau também deve ser analisado. Mudanças na forma de tratar o pai, a mãe e os irmãos são indicadores de problemas.

Tratamentos como “cale a boca”, “você não manda em mim”, “saia do meu quarto” e outros, são sinais de agressividade.

Como os pais podem ajudar?

É necessário que os pais mostrem a realidade da vida para os filhos, explicando que as coisas não são fáceis e mostrando a importância de valorizar a família, amigos, escola e como é valoroso ter uma vida real, além do mundo virtual.

Precisamos de pais que preservem a família e que, se necessário,resgatem seus filhos. Somente eles podem fazer isso. Hoje, é muito mais fácil deixar o celular na mão da criança do que propor uma atividade para ela ou ter que levar um diálogo com um adolescente.

Levando em consideração esses aspectos, o fato ocorrido em Suzano mostra o quanto as crianças, adolescentes e jovens estão precisando de estrutura emocional e, principalmente, estrutura familiar.


Sobre a autora:
Tatiana Lima é Psicóloga no Colégio Terceiro Milênio.

Institucional

A proposta educacional do Colégio Terceiro Milênio – Objetivo é sempre pautada pelo respeito à criança e ao adolescente. Estes são tratados como indivíduos livres, pensantes, capazes, potentes, criativos, críticos, descobridores do seu espaço, ousando sempre novas descobertas, construindo seus valores, interagindo em seu meio ambiente e modificando-o.

Leia mais>>

CTM no facebook

Endereço

Colégio Terceiro Milênio
Rua Dr. Fernando Allain, 136 - Espinheiro.
Recife - PE. CEP: 52021-140
CNPJ:03.412.843/0001-93
Fone: (81) 3241.5583
E-mail:atendimento@colegio3milenio.com.br